O que é o DKIM e como configurá-lo?

A partir de fevereiro de 2024, o Gmail e o Yahoo estão implementando novos requisitos de autenticação que exigem o uso de um domínio personalizado com autenticação DKIM com DMARC reforçado.

A GetResponse aconselha fortemente que todos os remetentes usem endereços de e-mail dos próprios domínios de envio como endereços de remetente, e que configurem tanto o DKIM quanto o DMARC.

Para detalhes adicionais sobre estas modificações, consulte nosso post no blog:
As mudanças na autenticação do Gmail e do Yahoo: tudo o que você precisa saber

O DKIM personalizado não é necessário para poder enviar mensagens através do GetResponse. Você ainda poderá enviar mensagens usando um endereço do campo “De” em seu domínio, que será enviado com uma chave DKIM do GetResponse, e o endereço de e-mail do remetente será exibido como “exemplo@exemplo.com via GetResponse-mail.com” em alguns clientes de e-mail.

Configurar o DKIM para seu próprio domínio pode oferecer uma melhoria significativa na comunicação do seu marketing por e-mail, pois permite autenticar mensagens usando seu domínio.

Primeiramente, isso ocultará quaisquer referências ao GetResponse nas mensagens que você envia, que de outra forma são sempre visíveis para o Gmail e todas as ferramentas da Microsoft (Outlook.com e Microsoft Outlook), e as mensagens agora exibirão apenas o endereço de e-mail do remetente.

Em segundo lugar, você construirá sua própria reputação de entregabilidade para este domínio, permitindo impulsionar ainda mais suas taxas de entregabilidade.

Em terceiro lugar, se você desejar ou já estiver usando DMARC, isso precisa ser implementado antes de começar a enviar mensagens pela GetResponse.

Antes de começar

Para poder adicionar sua própria chave DKIM, você precisará:

  – Seu próprio domínio
  – Acesso ao painel de administração do DNS
  – Uma chave DKIM fornecida pela GetResponse

Como gerar uma chave DKIM?

Para gerar uma chave DKIM no GetResponse, você precisa:

  1. No painel da GetResponse, clique no Ferramentas>> Emails eDomínios
  2. Acesse a guia Endereços de E-mail e clique em Atualizar o registro DNS ao lado do nome de domínio para o qual você gostaria de gerar a chave DKIM.
  3. Na janela pop-up, selecione Autenticar seu domínio com o DKIM
  4. Copie o identificador DKIM e a chave DKIM da janela pop-up:Imagem que mostra a janela pop-up

Como adiciono um registro DKIM ao meu domínio?

O processo pode variar dependendo de onde seu domínio está hospedado.

Para adicionar um registro DKIM ao seu domínio, você precisa:

  1. Faça login no seu painel de controle de hospedagem de domínio.
  2. Na seção configurações de domínio, procure as configurações de DNS.
  3. Adicione um registro TXT com os valores apropriados (nome, valor, TTL).
  4. Salve as alterações.

Dependendo do host do seu domínio, pode levar até 24 horas para que as alterações sejam propagadas. Recomendamos enviar uma newsletter para testar se a chave DKIM foi propagada corretamente.

Como adicionar um registro DKIM em provedores específicos

Você pode verificar as instruções oficiais feitas por outras plataformas (e algumas por nós) sobre como adicionar registros DKIM aqui:

123-RegHover
Amazon Route 53 (AWS)Hostgator
ArsysHostinger
BluehostInmotion Hosting
CloudflareIONOS
Crazy DomainsIWantMyName
Domain.comName.com
Digital OceanNamecheap
DNSimpleNameSilo
DreamHostNetlify
DynadotOne.com
EnomOVH
GandiPorkbun
GoDaddyRegister.com
Google Domains


Problemas comuns ao adicionar uma chave DKIM:

O registro DKIM não está funcionando

Isso é causado por uma incompatibilidade de seletores. Certifique-se de que o nome inserido na configuração não esteja faltando o último caractere do seletor correto (por exemplo, usando “4e4a47e” em vez de “4e4a47eb” corretamente).

Alguns sites de hospedagem requerem o campo “host” com ou sem ponto, com ou sem o domínio. Verifique sempre o nome de domínio após salvá-lo. Em caso de dúvidas, entre em contato com seu provedor de domínio.

Após adicionar o DKIM, as mensagens vão para o SPAM ou são rejeitadas

Implementar o DMARC sem ter o SPF e DKIM funcionando corretamente resultará nas mensagens sendo direcionadas para o SPAM e/ou sendo rejeitadas. Teste o domínio usando https://mxtoolbox.com/dmarc.aspx. Nesse caso, se houver erros na configuração do SPF e DKIM, os registros devem ser removidos e adicionados novamente. DKIM deve ser configurado corretamente antes de configurar o DMARC, enquanto o SPF é opcional.

Apenas uma parte do registro DKIM é publicada

Isso ocorre quando o provedor de hospedagem permite apenas até 128 caracteres em uma chave. Entre em contato com seu provedor de hospedagem ou administrador de domínio para obter ajuda na adição da chave.

O endereço do subdomínio é duplicado

Em alguns painéis de hospedagem, a primeira coluna deve incluir apenas o subdomínio. Nesse caso, a configuração correta dessa coluna seria formatada como “4a4b4c._domainkey”, por exemplo. Em servidores DNS desse tipo, adicionar “4a4b4c._domainkey.testgetresponse.com” resulta no registro sendo adicionado a um domínio duplicado como “4a4b4c._domainkey.testgetresponse.com.testgetresponse.com”, por exemplo.

DKIM funciona intermitentemente

Certifique-se de não ter mais de um servidor DNS para seu domínio. É possível que um dos servidores DNS não esteja configurado corretamente. Verifique todos os servidores DNS para garantir que estejam configurados com as configurações corretas de DKIM e SPF.

Para obter mais informações sobre autenticação de e-mail, por favor, consulte a nossa publicação no blog .

Recursos populares