8 formas eficazes de usar a IA no Email Marketing para ganhar mais tempo e dinheiro

19 min
Atualizado:

Quantas vezes você já usou o ChatGPT? (Observe que não perguntei se você já o usou). E o DALL-E2? E o Midjourney? Cada pequeno aspecto do marketing agora pode ser otimizado, melhorado e acelerado graças à Inteligência Artificial.

Mas não vamos falar de todos os fatores do marketing. Provavelmente já existe uma IA para cada um deles. Proponho que nos concentremos em algo que é a nossa praia: as estratégias de email marketing.

Se a IA realmente chama a sua atenção, você não deixou escapar o jogo de palavras que fiz ali em cima e pensou na nossa biblioteca sagrada das novas ferramentas: theresanaiforthat.com (há uma IA para isso, em português).

Na seguinte imagem estão todas as soluções que atualmente temos à disposição para escrever um email.

há uma IA para isso ferramenta

É isso mesmo! Só para escrever. E como sabemos, criar campanhas de email certeiras vai muito além de redigir um bom copy.

Existe a segmentação de públicos, a personalização de ofertas, a otimização de templates, testes A/B e vários outros pontos que a IA já pode ou não fazer.

Imagino que você esteja aqui para saber exatamente como a IA pode ser útil nos seus processos de email marketing como um todo, certo? Então aperte os cintos e vamos começar a viagem!

O panorama atual da IA no Email Marketing

O futuro já está aqui, e faz tempo. Talvez você se surpreenda, mas muitos dos processos que permitem o bom funcionamento das suas campanhas de email marketing já são baseados em inteligência artificial.

A IA pode ser o assistente pessoal da maioria dos profissionais de email marketing!

Vejamos algumas das atividades com as quais você tem contato frequente:

Agora vamos analisar mais detalhes sobre como essas ferramentas de IA melhoram a nossa experiência de email marketing.

Para os destinatários

Detecção de spam

alerta de spam no gmail

A caixa de spam existe desde os anos 90, mas já tinha algo a ver com a IA. Lembra que alguns aspectos da IA têm semelhanças com a automação? Esse é um exemplo claro.

Atualmente, os filtros de spam de IA estão presentes em quase todos os provedores de email, escaneando cada mensagem recebida para encontrar qualquer conteúdo questionável e identificar padrões de envio suspeitos.

O trabalho deles consiste em evitar que endereços de email inválidos acessem as caixas de entrada dos usuários, garantindo que só cheguem as mensagens mais relevantes.

Como o Gmail decide quais mensagens da Uber Eats deve ir à caixa de “Promoções” ou à de “Spam”, para ser ignorada eternamente? Ainda faltam muitos trechos para percorrer aqui.

Mas um aplicativo tão simples baseado em IA para a validação do endereço do remetente já melhora significativamente a nossa percepção sobre a entregabilidade do email, bem como a experiência do usuário nos provedores.

Filtro por categoria

filtros de categorias no gmail

O Gmail (assim como os outros provedores) agora assume mais responsabilidade na gestão das nossas caixas de entrada e, inclusive, classifica as mensagens por nós. 

O algoritmo continua dependendo de que o usuário determine tags personalizadas e confunde emails importantes com “Outros” frequentemente. Mas em 9 de cada 10 veces ele acerta a escolha, nos permitindo ganhar valiosos minutos por dia.

A IA do Google vai um passo além, pois classifica a caixa de entrada em grupos de emails “Importantes”, “Sociais” ou “Promocionais”.

Talvez esse recurso não ajude os profissionais a alcançar os seus resultados ideais de email marketing, mas sem dúvida é muito útil para o usuário final!

Falando nisso, quero convidar você a ver o Benchmark de Email Marketing de 2023 da GetResponse. O material está completíssimo, com dados sobre as taxas médias de performance nas campanhas de email para diferentes países e mercados. Confira o relatório no link anterior!

Para os profissionais de Email Marketing

Mas e se você trabalha com marketing e precisa falar com centenas ou milhares de pessoas ao mesmo tempo? A IA ainda seria útil nesse caso? A realidade tem comprovado que sim

Tempos de envio otimizados

Por ora, talvez você tenha mais familiaridade com a otimização dos tempos de envio e a programação de email como elementos cruciais da sua estratégia.

Basicamente, em vez de adivinhar ou buscar no Google “os melhores momentos para enviar a newsletter do meu produto”, pode convocar a IA para analisar as suas taxas de abertura ao longo do tempo e estabelecer o horário ideal de disparo.

Simples, mas eficaz. Inclusive, na GetResponse temos um mecanismo chamado Perfect Timing, que usa informações sobre o comportamento de cada usuário para sugerir um momento adequado de envio, maximizando as interações.

Confira como ele funciona no link anterior.

Recomendações de produto por email

recomendações de produtos por email na getresponse

Todos sabemos como funcionam as recomendações de produtos, certo? Você se conecta à Internet para espiar a concorrência, navega pelos sites de algumas marcas, um cookie ou outro bot registra essa informação, você começa a receber os anúncios dos seus competidores e eles monitoram cada um dos seus cliques.

Com o email, as coisas são um pouco diferentes. É um meio menos invasivo que os anúncios digitais ou as notificações push para celulares, e mais difícil de ignorar que um lembrete pop-up.

Neste caso, uma marca só alcançaria aqueles contatos que explicitamente aceitaram receber a comunicação dela.

Os produtos recomendados seriam baseados, portanto, no modelo de aprendizagem integrado à estrutura do site, porque dependeriam de dados de valor incalculável oferecidos pelos contatos, não por uma plataforma externa.

A inclusão de recomendações de produtos por meio da IA em um email poderia ser até mais eficaz que simplesmente mostrá-los no navegador.

Geração de assuntos de email

opções de assuntos de email geradas por IA na GetResponse

Por último, mas não menos importante, você sempre pode utilizar a IA para escrever as linhas de assunto dos seus emails. Afinal de contas, os robôs generativos estão craques no domínio da linguagem persuasiva, que é crucial para conseguir o clique e a abertura do usuário no email.

O bloqueio criativo já era! Não precisa mais ficar horas tentando escolher desesperadamente entre “🙌” e “⚡️” no começo do seu assunto.

A imagem acima é um fragmento do nosso gerador de assuntos de email com IA, que está ativo dentro da nossa ferramenta de email marketing.

Você pode colocar algumas palavras-chave, as suas preferências de tom de voz e as características do seu negócio para guiar o trabalho do algoritmo, que vai dar algumas opções. Saiba tudo sobre esse recurso no link anterior.

plataforma de email marketing de GetResponse já utiliza ativamente a IA em diferentes áreas, além da criação de assuntos que acabo de mencionar. Inclusive, você pode testá-la agora por 30 dias sem custos, não precisa nem colocar o cartão de crédito para abrir a sua conta. Aproveite!

8 formas interessantes de aplicar a IA ao email marketing

A coisa só melhora! Aqui você vai ver 8 táticas para implementar a inteligência artificial nas suas campanhas de email, sem complicações. Vamos!

1. IA para a personalização no email marketing

Enviar mensagens mais personalizadas, obter dados mais profundos sobre os clientes, melhorar o engajamento e a entregabilidade com ofertas de conteúdo segmentadas — esperamos todas essas vantagens das ferramentas de IA hoje.

Essa expectativa tem sido atendida em certa medida. Assim que o GPT-4 foi anunciado (e muito antes de ele saber acessar a internet por conta própria) nós, profissionais de email marketing, imediatamente agarramos essa oportunidade para personalizar mais as nossas campanhas.

Portanto, não é exatamente uma surpresa que a IA possa ajudar você a:

  • criar mais segmentos baseados em dados;
  • personalizar o copy do email para além do primeiro nome e do cargo do destinatário;
  • integrar recomendações de compra baseadas em comportamento à oferta do produto;
  • simular a comunicação humana em um nível mais alto;
  • utilizar funcionalidades voltadas para a melhoria das taxas de entrega de email.

Mas o que tudo isso significa exatamente? Aqui entram em ação as aplicações específicas da IA no email marketing.

2. IA para a escrita de emails

Não é um grande segredo que essa tecnologia está se tornando cada vez mais poderosa na criação de textos publicitários. E essa habilidade vai muito além das sugestões de assuntos de email!

Aqui, a IA permite que você

  • supere o bloqueio criativo;
  • produza resumos de conteúdos mais longos com uma alta qualidade;
  • monte uma newsletter potente com base em um tópico central;
  • crie assuntos chamativos, mensagens de visualização prévia e CTAs; 
  • revise o texto que escreveu;
  • transforme trechos de artigos de um blog em seções de uma newsletter.

Há uma série de ferramentas de email marketing que oferecem esse tipo de mecanismo para a elaboração de conteúdo com IA. Você pode inclusive fazer essa atividade dentro do editor de email da GetResponse, de forma muito intuitiva.

3. IA para melhorar os materiais visuais

Quando tiver definido o texto ideal, é hora de pensar nos demais elementos do corpo das mensagens que vai enviar, incluindo as funções melhoradas de personalização e os gráficos.

Os profissionais de marketing sempre tiveram uma relação de amor e ódio com o conteúdo dinâmico. É uma ferramenta poderosa para aproveitar os dados dos usuários e construir uma jornada do cliente que é adequada ao seu público.

Recapitulando, o conteúdo dinâmico é um recurso para mudar os elementos de texto e imagem de uma página de acordo com os dados disponíveis sobre o usuário que a acessa.

Depois do surgimento da IA no email marketing, e o machine learning já provou como os emails podem ser eficientes, esse preconceito eventualmente vai acabar.

E hoje o conteúdo dinâmico pode ajudar a:

  • usar geradores de imagens equipados com IA para diversos tipos de criativos de email marketing;
  • atualizar emails em tempo real para mostrar os preços mais recentes ou os produtos disponíveis;
  • integrar elementos interativos nas suas campanhas de email;
  • aperfeiçoar as taxas de engajamento dos seus clientes atuais por meio da segmentação comportamental.

4. IA para analisar o feedback dos clientes

 62% dos clientes prefeririam concentrar suas comunicações por email que outros canais. Essa tendência torna o email uma escolha certeira para enviar pedidos de feedback aos clientes, especialmente sabendo que a taxa média de resposta para uma enquete por email é de 24.8%. Então como a IA entra em campo?

Você não vai se surpreender com o fato de que ela coleta dados de clientes com mais eficácia que qualquer ser humano. Então, quando se trata da análise do feedback de clientes, a IA pode: 

  • processar respostas qualitativas sem dificuldades;
  • agrupar resultados de pesquisas em categorias pré-definidas (ex: “positiva” ou “negativa”);
  • analisar grandes volumes de dados em pouco tempo;
  • preparar perguntas de enquete para um grupo específico de destinatários;
  • elaborar e enviar mensagens automáticas baseadas no feedback recebido; 
  • priorizar soluções em função das respostas dos clientes.

Além disso, você pode aproveitar a IA e o processamento de linguagem natural para fomentar as interações com clientes, habilitando chatbots ou executando uma análise de emoções.

Há uma série de ferramentas de IA que permitem que as plataformas de email marketing executem essas funções. Algumas das minhas favoritas são Freshworks e Yuma.

exemplo de conteúdo dinâmico em um software

5. IA para testes A/B

Se você já é experiente no email marketing, deve ter imaginado esta! Afinal, o teste A/B é uma das boas práticas mais consolidadas nesta área.

Mas esse recurso também pode se tornar desgastante e repetitivo com o tempo. Experimentar se um “⚡️” no fim do seu assunto de email vai converter mais que outro emoji não é a atividade mais divertida do mundo. Principalmente considerando que existem aproximadamente 3664 emojis para testar!

E isso sem mencionar os muitos outros elementos que você deveria testar com o método A/B, como o copy, as imagens principais, o tempo de envio, etc. Felizmente, a IA pode apoiar em todas essas decisões:

  • indo além do “A/B” e testando mais variáveis com facilidade;
  • lançando diversos testes ao mesmo tempo;
  • personalizando testes por segmento, não por canal;
  • aplicando uma segmentação sofisticada; 
  • otimizando versões de copy para melhorar as conversões.

6. IA para reforçar a segurança do email marketing

Já falamos da possibilidade de contar com dados em tempo real graças às ferramentas de IA no email marketing. Porém, há um aspecto nesse tema que merece um destaque pessoal — monitoramento de API em tempo real.

É um termo muito técnico que pode ser complexo de interpretar, mas no nosso contexto, ele é crucial para a proteção dos dados pessoais dos usuários de email.

Com respeito ao monitoramento em tempo real, a IA pode ajudar a:

  • prevenir fraudes pela detecção de atividades suspeitas em pouco tempo;
  • monitorar o engajamento e estimar o melhor desempenho de email pela otimização de campanhas;
  • reforçar a interatividade do email ao usar dados recentes dos usuários.

Contar com uma API baseada em IA pode mudar para sempre a sua perspectiva sobre a segurança e o engajamento no email, tudo isso por meio de soluções aparentemente não relacionadas.

7. IA para análise preditiva

Você poderia dizer que qualquer análise preditiva depende da IA em algum grau. E estaria errado? Não. O problema está no fato de que a aplicação estatística desse modelo o torna muito complexo para a maioria dos profissionais de email marketing.

Ao mesmo tempo, você pode alcançar grandes feitos nas suas campanhas se conseguir estimar as reações dos destinatários e obter insights baseados em uma análise de dados.

Quando o assunto é a análise preditiva no email marketing, a IA pode ajudar a:

  • estimar e prevenir o churn e o cancelamento de assinatura;
  • aumentar a probabilidade de conversão/compra;
  • definir o melhor horário para enviar um email;
  • elaborar estratégias de recuperação de clientes com insights fundamentados em dados;
  • preparar campanhas futuras de acordo com métricas em tempo real;
  • enviar emails personalizados graças à segmentação inteligente.

Você deve ter notado que a análise preditiva, de certa maneira, está presente em todas as aplicações possíveis da IA no email marketing. De fato, é o componente mais poderoso para as suas campanhas de email equipadas com IA.

Esse é o motivo pelo qual vou dar uma palavra de alerta: nenhum de nós quer ficar perdido em meio a dezenas de plataformas digitais, produtos SaaS e assinaturas recorrentes para enviar um simples email.

Dito isso, o ideal é encontrar uma única plataforma reforçada com IA, que inclua a maioria das suas demandas de email marketing com o apoio dessa tecnologia.

Por exemplo, a GetResponse lançou um gerador de email marketing com IA bastante completo. Um recurso fácil e rápido para ajudar os nossos usuários em todas as etapas importantes de uma campanha de email:

  • criação de assuntos que convertem,
  • design e layout do email de ponta a ponta,
  • geração de linguagem natural para a escrita de mensagens em função dos seus comandos,
  • testes A/B,
  • e muito mais!

Temos a esperança de mudar as percepções gerais sobre a IA no email marketing? Talvez.

Vamos facilitar a vida de muitos profissionais de marketing com essa ferramenta? Com certeza!

8. IA para a gestão da caixa de entrada

Para fechar com chave de ouro, vejamos como o uso de ferramentas de IA para email pode simplificar a sua rotina pessoal. A maioria subestima esse benefício!

Eu, por exemplo, sou terrível para gerenciar os meus emails. Tenho 4 provedores, 775 notificações no meu Gmail pessoal e 4376 mensagens não lidas no meu Outlook profissional. Mas o que estou fazendo para corrigir isso? Para ser sincero, nada. 

O Gmail e o Outlook já tentam ajudar nesse ponto em alguma medida, mas já sabemos que a perfeição é inalcançável, especialmente quando a sua meta é conquistar o Zero pasta de mensagens recebidas todos os dias.

Por isso a gestão de caixa de entrada equipada com IA é fundamental para profissionais de marketing ocupados.

Nesse aspecto, a IA pode ser útil ao:

  • determinar tags automáticas para cada email;
  • compilar todos os seus emails em um painel único;
  • criar caixas de entrada compartilhadas que realmente são vistas;
  • fomentar a cooperação e a interação do seu time;
  • gerir as contas de clientes e dados sensíveis;
  • poupar tempo na leitura, escrita e disparo dos emails.

Desafios e limitações da IA atualmente

Nem tudo são flores na adoção da Inteligência Artificial, claro. Vamos ver os principais obstáculos para essa tecnologia nas campanhas de email marketing. 

Dados de baixa qualidade

Como comentei no início do post, os modelos de IA são tão bons quanto os dados que você proporciona a eles. Aí começam os problemas.

O acesso aos dados de qualidade necessários para treinar um modelo de IA costuma ser caro, é fato. Mas para criar uma estratégia sólida de email marketing, os dados precisam ser bons e relevantes.

Por isso, a melhor maneira de treinar o seu próprio modelo de IA para email é ter um site ativo, com um tráfego mensal constante e inscritos suficientes para que a IA aprenda com eles.

A propósito, sabia que a GetResponse tem um criador de sites baseado em IA? Visite o link anterior para conhecer tudo sobre a ferramenta.

Pode ser algo óbvio para uma grande empresa, mas se você tem uma agência digital ou solução SaaS para B2B, é muito provável que não consiga acessar dados suficientes.

Nesse caso, você sempre pode recorrer às ferramentas de IA prontas para usar (como as recomendações de produtos integradas na sua plataforma de automação de marketing) e obter resultados impressionantes.

Regulações de privacidade

“Mas sempre podemos comprar dados!”, alguém diria. Pois bem, a regra de ouro para o sucesso no email marketing é simples: nunca compre listas de contatos

A IA poderia ser uma exceção nesse caso, sempre e quando você use a base de dados apenas para treinar o seu modelo e mais tarde aplicá-lo a um público real.

Porém, há outra armadilha: a IA é uma tendência emergente que ainda não está bem regulamentada, mas as mudanças se aproximam. 

Se você procurar “privacidade IA” no Google, vão aparecer mais de 165 milhões de resultados de busca (quando comecei este artigo, na semana passada, a cifra era bem menor).

A inteligência artificial depende dos dados. Uma parte muito importante deles é a informação pessoal delicada que um usuário poderia estar disposto a oferecer por um ebook, mas que talvez não daria a um robô.

A Lei de Privacidade do Consumidor da Califórnia (CCPA) nos Estados Unidose o Regulamento Geral de Proteção de Dados (GDPR) na União Europeia têm algumas cláusulas relacionadas à IA. Mas nenhuma delas explica claramente o caminho para garantir a aplicação ética da IA e do machine learning.

Portanto, considere essas questões antes de implementar a tecnologia.

Preconceitos e equívocos sobre a Inteligência Artificial

Existe um viés natural sobre a IA como algo novo e desconhecido. Parece uma bala em uma embalagem brilhante, mas quem sabe realmente o que está dentro?

Para as gerações que cresceram com Matrix e Westworld (quando ainda eram boas), esta tendência pode soar mais assustadora que promissora. 

De fato, mais pessoas estão preocupadas (38%) com a IA que entusiasmadas (15%) (MediaPost).

Por isso, antes de aproveitar ao máximo a Inteligência Artificial no marketing digital, primeiro temos que entender como funciona e porque toma as decisões que toma.

O Explainable AI (XAI) poderia nos ajudar nesse sentido, mas ainda estamos longe de ver a maioria das organizações adotando esse modelo. 

A perda do toque humano

Nenhuma boa prática de personalização poderia compensar, de verdade, as dezenas de emails do tipo “Olá, represento o produto X e pensei que você seria a pessoa adequada na GetResponse para conversar sobre o meu incrível produto de marketing” que recebo semanalmente.

Ou, talvez, a IA geraria um copy mais atrativo aqui.  

Não há poder no mundo que me convença de que o email de “Feliz Aniversário” que o meu provedor de Internet me enviou à 1h da manhã foi motivado por uma preocupação com o meu bem-estar.

E tudo bem, sempre e quando eu saiba que há uma pessoa por trás dessa platafoma de email marketing automatizado que quis me oferecer um desconto de 5% em um dia de bom humor.

Que um ser humano tenha tomado a decisão de se conectar com outro ser humano, ainda que para fins comerciais (mas repare bem, precisamos ser comerciais, somos profissionais de marketing!). 

O texto pode ser mecânico e não refletir mais que alguns dados que eu proporcionei voluntariamente, mas não foi gerado por um robô.

Uma vez que a IA assuma o controle de toda a automação de email, não tenho certeza de que sobre alguma humanidade nas nossas relações.

Mas pode ser que esse seja o futuro do email marketing.

Manter as relações de empresa a empresa e de pessoa a pessoa, fora das contas de Outlook e perfis de LinkedIn, reservando o pessoal para aqueles que consideramos mais próximos, e não precisar levar mais o trabalho para casa.

Só o tempo dirá. Enquanto isso, vamos nos divertir com o que temos e observar como a IA transforma o email marketing em um futuro próximo.

Gostou desse guia? Se quiser visualizar com mais detalhes as ferramentas de IA aplicadas às campanhas de email, crie uma conta de teste na GetResponse e brinque com elas! É só clicar aqui embaixo e fazer o cadastro, sem custos!

Te vejo no próximo post 🙂


Michal Leszczynski
Michal Leszczynski
Michal Leszczynski é um profissional experiente no desenvolvimento, na implementação e condução dos mais diversos projetos de marketing de conteúdo, atuando como Head de Marketing de Conteúdo e Parcerias na GetResponse. Ele tem uma trajetória de mais de 9 anos no marketing digital, com um diploma de Mestrado Científico em Marketing Estratégico e Consultoria pela Universidade de Birmingham (Reino Unido). Michal é o autor de mais de 100 artigos, ebooks e cursos da GetResponse e de outros sites renomados, como Crazy Egg e Social Media Today. Você o encontra no LinkedIn. Conheça mais sobre o Michal.